Vale a pena contratar um Seguro Residencial?

Publicidade

Muitas famílias desejam proteger seus imóveis e planejam contratar o serviço de seguro residencial para aumentar e garantir a segurança do seu lar com relação a furtos, danos por desastres naturais, quebra de vidros e outros motivos.

O seguro residencial é um meio importante para assegurar a segurança e um plano B para situações adversas. Esses planos cobrem também serviços de assistência para suporte de atividades mais simples de manutenção do imóvel.

Publicidade

No entanto, muitos não compreendem como funciona a maioria dos seguros residenciais, as principais coberturas atualmente e todos os benefícios que estão inclusos. Então, se você deseja contratar mas ainda está em dúvida, continue lendo para saber mais e tomar decisão. 

O que é um Seguro Residencial?

Semelhante ao funcionamento de um seguro veicular, você para uma apólice e recebe cobertura para variados tipos de imprevistos que possam ocorrer à sua residência. 

Depois da contratação, se houver algum incidente como um desastre natural que trouxe danos ao imóvel ou em caso de incêndio, basta acionar a seguradora para que sejam feitos reparos que estão incluídos no termo de adesão.

Publicidade

Por isso, o seguro funciona como uma forma de prevenção contra possíveis despesas inesperadas e segurança. Sua família poderá ter danos do imóvel reparados ou receber um valor como indenização.

Como funciona um Seguro Residencial?

Obrigatoriamente, a contratação do seguro envolve uma cobertura básica que inclui a proteção do imóvel em casos de incêndio, explosão ou raios. Em todos os três casos, se houver um dos incidentes, a seguradora lhe pagará uma indenização equivalente aos danos que o imóvel sofreu.

Publicidade

O valor do investimento vai depender do tipo de imóvel e da cobertura e assistência escolhidas no momento da contratação. Normalmente, o valor do seguro pode ultrapassar 0,5% do valor total do imóvel, o que é bastante acessível.

Veja Mais:  Cartão de crédito sem comprovar renda: conheça as opções

No entanto, diferente do seguro veicular, você pode escolher o valor segurado da sua residência. Ou seja, se você mora de aluguel, você pode optar por proteger apenas o interior do imóvel, não sua estrutura, visto que ela é responsabilidade do proprietário.

Quais são as coberturas oferecidas?

Além da cobertura básica dos seguros residenciais, que cobrem casos de explosão, incêndio e queda de raio, existem os adicionais que proporcionam ainda mais segurança para o seu imóvel, além de outros serviços assistenciais.

Publicidade

É muito comum que as pessoas optem por adicionar proteção contra roubo e furto na sua apólice. Isso porque é um problema muito mais comum do que outros, como por exemplo, desmoronamentos. Nesse caso, a seguradora vai lhe ressarcir o valor dos bens que foram roubados da sua residência.

Dessa forma, no momento da contratação é necessário listar os itens que serão cobertos pela apólice. E um detalhe importante é que a indenização só será válida se houver sinais de arrombamento da residência. Assim, objetos desaparecidos sem sinais de invasão, não serão indenizados.

Em caso de danos elétricos, a cobertura inclui casos de curtos-circuitos que afetem aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos, além de amparar toda rede elétrica da sua residência.

A cobertura para casos de fenômenos e desastres naturais é geralmente contratada por quem mora em cidades que são frequentemente afetadas por tais situações. Assim, o seguro poderá ser acionado se houver danos no imóvel em casos de tempestades, vendavais, chuvas de granizo e furacões.

Já em casos de desmoronamento, a indenização pode ser solicitada quando há perda parcial ou total da sua residência, especialmente se o terreno tiver cedido. Se a região onde mora existe essa possibilidade vale a pena contratar.

Veja Mais:  Conta Fácil é uma boa opção? Tudo sobra a famosa conta do Banco do Brasil

Para quando há o impacto de veículos, a indenização poderá cobrir os danos ocasionados no local, incluindo também a queda de aeronaves, que embora seja uma situação incomum, está incluída. Para quem mora em grandes centros urbanos, vale muito a pena contratar.

Quando uma residência que está alugada fica impossibilitada de abrigar os moradores, seja por ocorrências como as citadas acima ou problemas estruturais, os meses que o inquilino precisa se ausentar são ressarcidos a eles, e isso inclui aluguel, condomínio e IPTU.

Nos seguros residenciais você também pode optar por serviços de assistência. Dependendo do tipo de cobertura que você escolher, estão incluídos serviços como eletricista, chaveiro, cuidados veterinários, encanador, babá e despachante.

Por que contratar um seguro residencial?

Por mais que sua cobertura seja básica, é muito vantajoso contratar um seguro residencial. O investimento que você fará será muito acessível, se você fizer um bom planejamento, com boas condições de pagamento, você poderá pagar sua apólice sem sentir o peso no seu orçamento.

Além disso, é muito melhor ter despesas com um valor acessível e bem planejado anualmente do que ter que lidar com despesas maiores em casos como roubo, desmoronamento, ou incêndio. Os gastos exorbitantes seriam um peso e tanto, e sua segurança financeira também é importante.

Sem contar que poder viajar com a tranquilidade de poder se ausentar em passeios longos ou viagens a trabalho, sem o medo de retornar e se deparar com possíveis danos ou surpresas desagradáveis que você não poderá arcar. 

Para quem mora em casas de bairro, isso é ainda mais importante. Em condomínios fechados, isso já é coberto por recursos de segurança maiores e mais completos.

Veja Mais:  Cartão de crédito Magazine Luiza

O seguro residencial é um investimento que vale muito a pena, especialmente para quem passa muito tempo longe de casa, por longas horas no trabalho ou em viagens nesse sentido, como também numa viagem em família. 

Além disso, serve também de proteção financeira para você e sua família, em virtude do controle de despesas que poderão ter em casos de imprevistos como os que foram citados anteriormente. Em todos os casos, vale muito a pena contratar um seguro residencial. Será um investimento que não lhe trará futuros arrependimentos!

 

Publicidade

Moedas Virtuais

Como funciona um Consórcio Imobiliário?