Conheça o futuro da Casa Verde e Amarela

O novo programa habitacional do nosso país já está valendo e tem o intuito de beneficiar mais de 1,6 milhão de famílias até 2024. Chamado de Casa Verde e Amarela e criado para substituir o Minha Casa Minha Vida, esse novo programa possui muitas novidades e novas vertentes de atuação para permitir que mais brasileiros sejam contemplados.

Publicidade

Diferente do antigo programa habitacional, o Casa Verde e Amarela atenderá também quem já tem um imóvel, ofertando a possibilidade de melhoria habitacional. Há mudanças também nos grupos de renda e nos juros que são cobrados. A seguir, veja em mais detalhes tudo sobre o futuro do Casa Verde e Amarela.

Publicidade

Conheça o Casa Verde e Amarela

O Casa Verde e Amarela foi anunciado pelo governo federal em agosto do ano passado e durante os meses finais de 2020 tramitou pela câmara para ser aprovado pelos deputados e senadores. Em janeiro desse ano, o novo programa foi sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro para substituir o Minha Casa Minha Vida.

As novas propostas do programa são muitas e a previsão é de que nas próximas semanas as primeiras famílias já comecem a ser contempladas. Além do financiamento habitacional, o novo programa atuará em vertentes de melhorias habitacionais e também de regularização fundiária.

Publicidade

Há novidades também para o financiamento habitacional que agora terá taxas de juros em todos os grupos de renda, mas com condições mais facilitadas para as famílias mais pobres.

Como ficam os grupos de renda?

Os grupos de renda são basicamente o que definem quais as condições cada família vai poder usufruir no financiamento habitacional. É preciso se encaixar em um dos grupos com base na sua renda mensal. Os novos grupos de renda do Casa Verde e Amarela têm o objetivo principal de limitar a renda máxima e ampliar a renda mínima para que mais famílias de baixa renda, possam ser contempladas.

Veja, a seguir, como era no Minha Casa Minha Vida:

– Faixa 1: renda mensal de até R$1,8 mil;

– Faixa 1,5: renda mensal de R$1,8 mil a R$2,6 mil;

– Faixa 2: renda mensal de R$2,6 mil até R$4 mil;

– Faixa 3: renda mensal de até R$7 mil.

Agora, veja como ficou os grupos de renda no Casa Verde e Amarela:

– Grupo 1: renda mensal de até R$2 mil ou de até R$2,6 mil para as regiões Norte e Nordeste;

– Grupo 2: renda mensal de até R$4 mil;

– Grupo 3: renda mensal de até R$7 mil.

Juros do novo Casa Verde e Amarela

O novo programa habitacional está com juros mais baixos do que nunca, apesar de agora todos os grupos de renda terem que arcar com essa cobrança. No programa antigo, as famílias do grupo 1 não pagavam juros. Com a baixa na taxa de juros do novo programa, as famílias poderão contar com mensalidades mais baratas para arcar com o financiamento habitacional. Há, ainda, juros especiais para as regiões do Norte e Nordeste, que poderão contar com uma redução de 0,5 percentual nas taxas no caso de renda de até R$2 mil e de 0,25 percentual no caso de renda de até R$2,6 mil.

Tudo isso para incentivar a aquisição do imóvel próprio e tranquilizar as famílias de que terão condições de arcar com todas as mensalidades. Os juros mais altos são para o grupo 3, ultrapassando os 7%.

Melhorias habitacionais

A melhoria habitacional é uma nova iniciativa do Casa Verde e Amarela para atender famílias que possuem um imóvel próprio, mas que precisa de algumas reformas para garantir maior segurança, conforto e qualidade de vida a todos os moradores.

Essa nova modalidade tem o objetivo de possibilitar a reforma ou ampliação de imóveis de pessoas de baixa renda que precisam de um novo banheiro, ampliar um quarto, construir um telhado ou ainda fazer reparos na parte elétrica ou hidráulica. Para se beneficiar dessa ação, a família deve ter uma renda mensal de até R$2 mil, estar cadastrada no CadÚnico do Governo Federal e não pode ter outros imóveis no território nacional.

O Ministério do Desenvolvimento Regional estima que 400 mil moradias poderão ser contempladas com essa iniciativa.

Regularização fundiária

A regularização fundiária é mais uma nova vertente do Casa Verde e Amarela. Com essa iniciativa, o governo deseja regularizar cerca de 2 milhões de moradias até 2024. Essa é uma iniciativa que irá atender famílias com renda mensal de até R$5 mil que estão ocupando imóveis de maneira informal.

Com o programa, as famílias obterão o título do lote da propriedade em que residem, para que não corram o risco de serem despejados. Não estão inclusas nessa iniciativa os imóveis localizados em áreas de risco ou não passíveis de regularização.

Financiamento habitacional

O financiamento habitacional também está reformulado para o novo programa. Agora, por exemplo, as famílias poderão escolher entre financiar imóveis novos ou usados, desde que tenha a devida documentação, como o “Habite-se”.

Com juros menores, as famílias também pagarão menores mensalidades e vão poder conquistar a casa própria. O financiamento habitacional do Casa Verde e Amarela é para todos e nos próximos meses as primeiras famílias contempladas já devem ser anunciadas.

Como participar do novo programa habitacional Casa Verde e Amarela

Se você quer participar do novo programa habitacional conhecido como Casa Verde e Amarela, a dica que damos é ficar de olho nas notícias do governo federal. Além disso, certifique-se de atender aos requisitos da iniciativa da qual deseja se beneficiar: financiamento, melhoria habitacional ou regularização fundiária. Já saber se você poderá se inscrever é estar um passo à frente.

Fique atento também na prefeitura da sua cidade, pois geralmente eles fazem a comunicação relacionada ao cadastro das famílias para o financiamento habitacional. Em alguns casos a inscrição pode ser feita online, mas na grande maioria, somente presencial. Aguarde todas as instruções do governo sobre o novo programa para que possa participar.

Muito em breve, as famílias começarão a ser selecionados para ganhar a casa própria ou para ser contemplado pelo programa.

empréstimo bolsa família

Empréstimo Bolsa Família: como funciona? Regras? Faça sua simulação

Caixa Tem libera crédito para a compra da casa própria