Casa Verde e Amarela: Quem será beneficiado com o novo programa?

O Casa Verde e Amarela virou assunto no último mês desde o seu lançamento pelo governo federal. Ele se trata de um novo programa habitacional que tem o intuito de substituir o Minha Casa Minha Vida trazendo iniciativas melhoradas para beneficiar as famílias mais pobres e contribuir para uma melhor qualidade de vida.

Publicidade
Publicidade

Ele é bem recente, por isso é comum existir muitas dúvidas sobre como ele funcionará, quem poderá ser beneficiado e tudo que ele oferece. Apesar do governo ainda não ter divulgado tudo em muitos detalhes, já é possível ter uma boa noção de como ele poderá funcionar na prática.

A seguir, confira quem será beneficiado com o novo programa e veja se a sua família poderá ser contemplada de alguma forma.

Publicidade

O que é o Casa Verde e Amarela

O Casa Verde e Amarela é o novo programa habitacional do nosso país que chegou para substituir o Minha Casa Minha Vida, lançado lá em 2009. Um novo programa se fez necessário para reformular o modo de contemplação e garantir ainda mais que principalmente as famílias mais pobres possam receber ajuda e melhorar de vida.

Mas o novo programa chega oferecendo mais soluções e ações do que apenas o financiamento imobiliário: famílias poderão se inscrever para regularizar a situação do imóvel, para obter uma casa subsidiada ou ainda para reformar a casa própria com o intuito de melhorar o seu espaço ou ampliá-lo.

O programa ainda tem o objetivo de reformar empreendimentos do Minha Casa Minha Vida que acabaram sendo abandonados com o tempo ou não tiveram suas construções terminadas. Esses empreendimentos serão construídos mais próximos dos centros urbanos e com uma infraestrutura muito melhor.

Principais novidades do Casa Verde e Amarela

O Casa Verde e Amarela está cheio de novidades, como você já pôde ver até aqui. A primeira delas é referente aos grupos de renda: agora são apenas 3 e a renda máxima para participar de qualquer modalidade é de R$7 mil por mês.

O governo prevê também criar uma iniciativa que visa regularizar débitos das famílias que se encaixavam na faixa 1 do programa antigo. Isso significa que, se você participou do financiamento habitacional, mas está com dívidas, ou seja, não pagou todas as parcelas, terá a oportunidade de quitar tudo. Um mutirão deverá ser realizado já no início do ano que vem com o intuito de quitar todos esses débitos.

Famílias do Norte e Nordeste poderão contar com taxas de juros ainda menores do que as praticadas para o restante do país. As famílias também vão poder reformar moradias e regularizar a situação de seus imóveis através do Casa Verde e Amarela, basta se encaixar nas exigências.

Quem poderá ser beneficiado? – Grupos de Renda

Uma das principais novidades para o novo Casa Verde e Amarela é em relação à renda necessária para participar: no programa anterior, eram 4 faixas, mas agora são somente 3 grupos. Todas as ações – financiamento, reforma e regularização – são oferecidas somente para o grupo 1, sendo que as demais podem contar somente com o financiamento e com a regularização.

Confira os grupos de renda do Casa Verde e Amarela:

– Grupo 1: renda mensal de até R$2 mil por mês, ampliado para R$2,6 mil por mês para as regiões do Norte e Nordeste;

– Grupo 2: renda mensal entre R$2 mil e R$4 mil por mês;

– Grupo 3: renda mensal entre R$4 mil e R$7 mil por mês.

As famílias precisam se enquadrar no grupo de renda e os demais requisitos variam de acordo com o grupo e o serviço. Para a regularização fundiária, por exemplo, é preciso ter uma renda mensal de até R$2 mil por mês, não ter mais nenhum outro imóvel em território nacional e estar inscrito no CadÚnico do governo federal.

Taxas de juros do financiamento habitacional

As taxas de juros do financiamento habitacional do novo programa Casa Verde e Amarela também receberam uma alteração e se encontram menores em relação às praticadas no programa antigo.

As menores taxas são aplicadas para as famílias da região Norte e Nordeste: a partir de 4,25% ao ano para as que se encaixam no grupo 1 e a partir de 4,75% ao ano para as que se encaixam no grupo 2. Confira agora as taxas de juros para o restante do país: a partir de 4,5% ao ano para o grupo 1, a partir de 5% ao ano para o grupo 2 e a partir de 7,16% para o grupo 3.

As maiores taxas de juros são para aquelas famílias com uma renda entre R$4 e R$7 mil, ou seja, que já possuem uma melhor qualidade de vida. Para essas famílias, estão liberados o financiamento e a regularização fundiária.

Regularização e reforma de imóveis no novo programa

O financiamento habitacional não é a única vertente do novo programa, ele também surge com ações para regularizar e melhorar imóveis para famílias que se enquadrem nos grupos de renda.

O objetivo do governo é regularizar cerca de 2 milhões de imóveis até o ano de 2024. Para a regularização, serão selecionadas famílias com renda de até R$2 mil por mês e que sejam proprietárias de imóveis nos núcleos urbanos que forem selecionados pela prefeitura. Ainda será preciso estar cadastrado no CadÚnico e não ter nenhum outro imóvel no país.

Também é possível reformar a sua casa através do Casa Verde e Amarela, sendo possível construir um quarto extra, banheiro, colocar piso, realizar instalações elétricas ou hidráulicas e muito mais.

Mais detalhes sobre esses serviços serão anunciados em breve pelo governo federal, por isso você deve ficar de olho em todas as informações para poder participar e não perder nenhuma oportunidade. O programa deverá começar a funcionar mesmo somente no ano que vem, a partir do primeiro trimestre. Por isso ainda há tempo para que todas as famílias fiquem prontas e aptas a participarem dessa nova etapa que promete melhorar muito a qualidade de vida das famílias brasileiras mais pobres.

Posso usar o Minha Casa Minha Vida para comprar uma casa na praia?

Casa Verde e Amarela: Tudo que você precisa saber sobre o programa